VIII Congresso da APLOP

VI CONGRESSO DA APLOP - Painel II – Paulo André Holanda (1)

IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

CÚPULA DOS PORTOS DA CPLP REUNIDA EM S. VICENTE - OUTUBRO 2010

Estudo de mercado e «Agenda de Luanda» em análise

Representantes do sector portuário da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa estiveram reunidos em S. Vicente, nos dias 30 de Setembro e 1 de Outubro, numa reunião preparatória da agenda de trabalhos do III Encontro dos Portos da CPLP, que irá decorrer em Angola, no próximo mês de Dezembro. A par da agenda de Luanda, os participantes fizeram o ponto de situação de um estudo de mercado encomendado à empresa portuguesa “Fordesi”, que irá determinar as potencialidades e as oportunidades de negócio a serem exploradas internamente pelas economias do espaço lusófono.

Como ficou apurado, o estudo regista um atraso, originado, segundo os responsáveis da “Fordesi”, pela demora na recolha de informações essenciais junto de alguns portos. No entanto, ficou assente que a empresa irá fazer um esforço para apresentar um relatório preliminar já no Encontro de Luanda, marcado para 2 e 3 de Dezembro.

“Ficou claro que queremos aumentar o fluxo comercial entre os nossos portos, enfim, criar uma economia CPLP ligada ao mar. Aliás, o Encontro de Luanda vai decorrer exactamente sobre o tema da Economia do Mar, que é bastante vasto”, afirma José Luís Cacho (à esquerda, na foto), presidente da APP (Associação dos Portos Portugueses), que se mostrou safisfeito com o nível do debate registado na reunião de Mindelo. Na sua opinião, foram recolhidos subsídios que permitem antever como será o encontro em Luanda.

Esta é também a sensação de Domingos Fortes, director comercial do Porto de Luanda, que se mostra particularmente optimista quanto ao sucesso da próxima reunião da cúpula dos Portos da CPLP. Até porque, em Angola, esses responsáveis vão formalizar a ideia da criação da Associação dos Portos da CPLP, o que será um dos momentos mais marcantes do encontro, a par da discussão do relatório do estudo elaborado pela “Fordesi”.
“Sem os resultados do estudo, a reunião não vai ter a importância que almejamos”, realça Domingos Fortes, que não definiu ainda se a futura Associação dos Portos da CPLP deve ser exclusivamente dos portos ou se deve abranger as comunidades portuárias. Numa primeira análise, defende que a organização deve enquadrar apenas os portos, mas depois deixa em aberto uma eventual participação dos chamados stakeholders, desde que tragam valor acrescentado às metas preconizadas.
“Enfim, isso tudo vai depender daquilo que ficar estabelecido nos Estatutos.” (...)

Ler a notícia na íntegra (formato pdf)

VEJA MAIS FOTOS DESTE ENCONTRO

Publicado por FAROL DAS ILHAS, Cabo Verde, Outubro 2010


 



Data: 2012-11-03

Artigos relacionados:






TOP